skip to Main Content
Cirurgia de Estômago e Duodeno

Refluxo

A cirurgia para refluxo é indicada quando o tratamento medicamentoso juntamente com cuidados alimentares já não são mais suficientes no controle dos sintomas gástricos. O objetivo da cirurgia é interromper a agressão ao esôfago, impedir a progressão da doença, bem como aliviar os sintomas do paciente. O tratamento é realizado por meio de técnica operatória por videolaparoscopia, um método minimamente invasivo, capaz de proporcionar maior conforto e segurança ao paciente.

Dr. Sergio Bertolace - Procedimentos - RefluxoA partir dessa técnica, são realizadas apenas pequenas incisões no abdômen do paciente, A finalidade do procedimento é construir uma nova válvula gastroesofágica utilizando o próprio estômago do operado.

Nos casos em que existe hérnia de hiato, esta é reduzida e o estômago é posicionado ao redor do esôfago, criando com isso uma área de maior pressão no local, de forma a impedir o refluxo.

Após a realização da cirurgia, Dr. Sergio Bertolace recomenda que o paciente faça uma dieta pastosa durante uma semana, sem gorduras e condimentos. Após este período, é possível evoluir para uma dieta mais leve, à base de vegetais, purês e comidas menos consistentes. Além disso, o paciente deve evitar exercícios físicos ao menos durante as três primeiras semanas e seguir todas as recomendações prescritas pelo médico.

Hérnia de Hiato

A hérnia de hiato é uma doença na qual um segmento do estômago é deslocado em direção à cavidade torácica por meio de uma abertura no músculo diafragma. Acredita-se que o desenvolvimento desta patologia está associado ao enfraquecimento do tecido, que permite que o estômago extrapole seus limites e ultrapasse o diafragma.

As hérnias de pequeno porte geralmente não apresentam manifestações de sintomas, no entanto as maiores podem se apresentar por meio de sintomas semelhantes ao do refluxo gastroesofágico. Entre as principais queixas estão azia, dores no peito, dificuldade para engolir, além de arrotos e fadiga.

A cirurgia para correção da hérnia é realizada por via laparoscópica, uma técnica minimamente invasiva que não necessita de grandes cortes, proporcionando maior conforto ao paciente. O procedimento consiste em reduzir o orifício do diafragma por onde passa o esôfago e construir uma nova válvula para impedir o refluxo.

Conforme Dr. Sergio Bertolace, após a cirurgia o paciente deve realizar uma dieta especial por aproximadamente 30 dias, tomando um maior cuidado nas primeiras semanas, durante as quais deve ingerir alimentos mais líquidos e pastosos.  Além disso, é comum que haja dificuldade temporária em engolir os alimentos, bem como dor no ombro e soluços, sintomas estes que melhoram dentro de poucos dias.

Tumores

Os tumores de estômago, também conhecidos como tumores gástricos, caracterizam-se pelo crescimento de células anormais na mucosa deste órgão, com alto potencial de multiplicação. O câncer de estômago apresenta-se sobre três diferentes tipos, sendo o adenocarcinoma correspondente a quase 95% dos casos, seguido por linfoma e leiomiossarcoma. Os adenocarcinomas apresentam alto grau de malignidade e acometem as células secretoras.

Em relação às causas destes tipos de tumores, sabe-se que existe uma forte  relação entre eles e a infecção pela bactéria H. pilory. Além disso, outros fatores como uma dieta rica em sódio e alimentos defumados, bem como histórico familiar, infecções recorrentes e tabagismo também estão entre os fatores de risco para esta patologia.

Segundo o Dr. Sergio Bertolace, o tratamento para o tumor gástrico depende do estágio em que se encontra bem como do tipo e da localização da doença. Geralmente a abordagem de tratamento é cirúrgica e pode ser realizada para remover parcial ou integralmente o tumor, assim como parte do estômago comprometido. Para os casos mais graves existe a possibilidade de se remover todo o órgão.

Atualmente existem diversos tipos de abordagem cirúrgica para esses casos. Uma delas é a ressecção endoscópica da mucosa, usada nos casos em que o tumor é mais inicial. Também existe a gastrectomia total ou parcial, uma cirurgia paliativa para tumores inoperáveis, além de procedimentos de alívio, como ablação tumoral e colocação de cateter para evitar obstrução gástrica. É importante ressaltar que a conduta escolhida sempre considera as características particulares de cada paciente, bem como a complexidade do caso, a fim de que seja traçado o melhor plano terapêutico com maior segurança e resultados satisfatórios.

Entre em contato e agende uma consulta.

Endereço

Rua Visconde de Pirajá, 595
Sala: 1009 – Ipanema – RJ

Telefones

(‌21) 2‌274-4019 / 2‌274-1397
(‌21) 9‌9961-4239

Email

sbertolace@gmail.com

Back To Top